Mano Brown recebe Emicida no episódio de estreia da segunda temporada de Mano a Mano

Mano Brown recebe Emicida no episódio de estreia da segunda temporada de Mano a Mano

O papo entre os rappers se desdobra em assuntos relacionados à urbanização, moradia e interesse por história.

Ajude o site PRUSMANO, faça uma doação

O podcast Original Spotify Mano a Mano está de volta para a segunda temporada com novos episódios a partir de amanhã, quinta-feira, 24. Na estreia, Mano Brown recebe o rapper, apresentador e escritor brasileiro Emicida em um papo descontraído sobre sua trajetória musical, além de urbanização e história. Escute aqui. É grátis, só no Spotify.

Neste episódio de estreia da segunda temporada do podcast, Emicida revisita sua infância e o contato com o hip hop. O rapper relembra a troca que teve com Mano Brown no passado e marcou sua carreira: “Você me disse: ‘faz música boa e dá entrevista daora’.” Ele ainda conta que seu interesse pela música vem de longa data. “Eu nunca sei direito quando começa uma carreira, mas se for para contar desde quando eu me interesso por música, aí é desde os 8 anos de idade. O rap foi algo que fez minha família olhar no espelho e perceber que era preta.”

Como dois estudiosos, Mano Brown e Emicida compartilham experiências e histórias em comum e o papo se desdobra em assuntos relacionados à urbanização, moradia e interesse por história. Além disso, ambos resgatam o passado na periferia. “O maior problema da periferia era saúde, não era violência, não era assalto, não era luz e nem asfalto. Eu acompanhei toda a ordem de surgimento das coisas: primeiro ônibus e depois água”, relembra Brown.

Emicida complementa que muitas das leituras dos povos originários protegeriam a sociedade de muitas das tragédias que vivemos. “Nossa relação com as enchentes, por exemplo, tudo isso se dá porque o modo de desenvolvimento que optamos quanto sociedade é surdo para o modo de viver que já existia aqui”, comenta. E diz que se sente em uma máquina do tempo quando circula pela cidade: “Certas regiões são modernas, tem todos os aparatos que a dignidade necessita, mas à medida que você vai se distanciando do pólo financeiro, você começa a ver esse sistema de dignidade minguar.” No episódio que vai ao ar nesta quinta-feira, MB e Emicida discutem também sobre a segurança do jovem preto, educação e ancestralidade.

Nesta temporada do Original Spotify Mano a Mano, o MC continua recebendo personalidades de diferentes gerações e expandindo o diálogo com temas até então não explorados: Segurança pública, saneamento básico, neurociência, comédia e mais. Além de discutir temas relevantes e de curiosidade popular, o rapper também sempre dá um jeito de revelar o lado mais pessoal do convidado e da sua própria história. Com direção criativa de Spotify Studios e Gana e produção de Spotify Studios, MugShot e Boogie Naipe, Mano a Mano é um podcast Original Spotify com episódios inéditos todas às quintas-feiras, grátis, só no Spotify.

Comente

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.

Veja Também

Karol Conká desembarca em São Paulo para show da turnê ‘Baile Urucum’

Em turnê para promover o lançamento de seu mais novo álbum de estúdio, intitulado 'Urucum',...

Original Quality lança o EP ‘OQ SESH’ com promessas do trap

A Original Quality lança o EP OQ SESH com seis singles produzidos durante uma única...

Inbute está de volta com o lançamento do EP ‘Drunk Mode Vol. 1’

‘Drunk Mode Vol. 1’ é o primeiro trabalho do rapper Inbute depois de um hiato...

ZAAC compartilha novo visual com o cabelo trançado

O cantor Zaac compartilhou nas redes sociais seu novo visual, agora com tranças. Depois de...

Relacionadas