Álbum icônico de MAX B.O ‘Ensaio, O Disco’ chega às plataformas digitais

Álbum icônico de MAX B.O ‘Ensaio, O Disco’ chega às plataformas digitais

Lançado no formato físico, em 2010, reúne artistas como Stephanie, DJ KL Jay, Lívia Cruz, Nave Beats, Shirley Casa Verde e DJ Negralha

Max B.O. –  rapper fundamental para a formação do hip-hop brasileiro – acaba de anunciar a estreia de ‘ENSAIO, O DISCO’ em todas as plataformas digitais. O projeto, originalmente divulgado no formato físico, em 2010, figura como primeiro álbum de estúdio do músico.

Disco reúne, entre participações nos vocais, scratches ou produção musical, nomes como Stephanie, DJ KL Jay, Lívia Cruz, Nave Beats, Shirley Casa Verde, DJ Negralha, Luana (ATAL) Hansen, DJ Marco, Cindy Mendes, DJ QAP, Felipe Rodarte, DJ Primo, Iky Castilho, DJ Babão, Adriano Ministro, DJ Will, Waltinho A.C., Aori, Cabes e Vander Carneiro.

“É o meu primeiro disco, um trabalho feito com muito amor e dedicação. Minha primeira ideia de disco foi em 1999, mas aí nasceu a Academia Brasileira de Rimas e o foco foi tocar o grupo que foi o primeiro de Freestyle no Brasil. Ensaio, O Disco foi uma junção com parceiros poderosos, que depois se tornaram artistas de destaque na cena musical”.

Com 16 faixas, ‘ENSAIO, O DISCO’ é uma obra que mergulha nas raízes da música brasileira e celebra a originalidade do rap nacional, homenageando, ainda, duas influências fundamentais para Max B.O.: Geraldo Filme e Wilson Simonal.

“O nome do disco é uma reverência ao extinto programa “Ensaio” da TV Cultura, cujo episódio com Geraldo Filme foi marcante para mim”. A capa, inspirada no álbum “A Nova Dimensão do Samba” (1964), de Wilson Simonal, reflete o respeito do artista por esses mestres.

O processo criativo envolveu visitas a amigos beatmakers em Curitiba, Rio de Janeiro e São Paulo, estabelecendo sessões, produzindo beats, compondo e gravando vozes. As mixagens e todo o processo de repertório foram concentrados no Atelier Studios e Max B.O. destaca: “É um projeto elaborado por mim, junto de pessoas que admiro, amigos talentosos e transitando com uma sonoridade familiar ao meu trabalho”.

Falando sobre amor, diversidade e originalidade, o registro destaca-se por trazer não só uma série de colaborações especiais, mas, sobretudo, por transmitir a mensagem de que é possível fazer um rap autenticamente brasileiro, com características únicas.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.

Mais