Mano Brown convida Yuri Marçal e Felipe Kot para um papo sobre os desafios de fazer humor 

Mano Brown convida Yuri Marçal e Felipe Kot para um papo sobre os desafios de fazer humor 

Os humoristas relembram momentos da carreira e a importância da comédia em suas vidas.

Ajude o site PRUSMANO, faça uma doação

No episódio desta semana do Original Spotify Mano a Mano, o rapper Mano Brown se reúne com dois humoristas que estão quebrando tudo nos palcos: o paulista Felipe Kot e o carioca Yuri Marçal. A conversa deste encontro especial vai ao ar amanhã, 14, grátis, só no Spotify.

Além de fazer muita gente rir, essa dupla de comediantes também compartilha o gosto pelo debate de assuntos da sociedade e se consideram pessoas sérias no dia a dia. “Eu sou um porre, o dia inteiro!”, diz Yuri. “Também sou mais serião”, complementa Felipe.

Escute aqui.

Os desafios da profissão de humorista é um dos temas da conversa e Yuri Marçal logo se recorda do início de sua carreira. “Os meus primeiros virais foram sobre macumba. Tinha um personagem, Michelzinho de Oxóssi, que eu fazia em 2013. Era um cara gay que era cristão e queria ir na igreja para virar hétero. Viralizou muito”, conta o humorista, que também revela que sua mãe, que é mãe de santo, é uma fonte de material contínua. “Sempre levo para os shows como é ser criado por uma mãe de santo, os medos que ela me colocava, levo isso pro palco e vira e mexe ela me dá material novo”, completa.

Já Felipe Kot conta como a profissão na comédia é parte importante da sua vida. “O humor foi uma arma muito grande pra mim! Na escola o cara te zoa e você tem que dar uma maior que a dele. Eu sabia que tinha que ser muito mais engraçado que eles! Eu era muito raquítico, 11cm abaixo da média do que eu deveria ser, era muito pequeno, magro, negro da periferia, era um balde cheio para gracinha e piada!”, revela Felipe, que é bastante conhecido por abordar o cotidiano da periferia em seus shows.

Mano Brown aproveita a conversa para elogiar o trabalho dos dois jovens: “A inteligência que vocês têm pra construir uma piada, de improvisar, percebo que é fora do normal. Eu não tenho essa habilidade para virar a chave tão rápido como vocês fazem! Qualquer moleque do freestyle vai me amassar!”, opina o MC.

Nesta temporada do Original Spotify Mano a Mano, o MC continua recebendo personalidades de diferentes gerações, expandindo o diálogo com temas até então não explorados e também sempre dá um jeito de revelar o lado mais pessoal do convidado e da sua própria história. O rapper, apresentador e escritor Emicida, a cantora Jojo Todynho, o cantor e ator Seu Jorge e o cineasta Jeferson De são os primeiros convidados da segunda temporada.

Com direção criativa de Spotify Studios e Gana e produção de Spotify Studios, MugShot e Boogie Naipe, Mano a Mano é um podcast Original Spotify com episódios inéditos todas às quintas-feiras, grátis, só no Spotify.

Comente

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.

Veja Também

Karol Conká desembarca em São Paulo para show da turnê ‘Baile Urucum’

Em turnê para promover o lançamento de seu mais novo álbum de estúdio, intitulado 'Urucum',...

Original Quality lança o EP ‘OQ SESH’ com promessas do trap

A Original Quality lança o EP OQ SESH com seis singles produzidos durante uma única...

Inbute está de volta com o lançamento do EP ‘Drunk Mode Vol. 1’

‘Drunk Mode Vol. 1’ é o primeiro trabalho do rapper Inbute depois de um hiato...

ZAAC compartilha novo visual com o cabelo trançado

O cantor Zaac compartilhou nas redes sociais seu novo visual, agora com tranças. Depois de...

Relacionadas