Confira o “Infinito Interno”, quinto álbum da carreira do grupo 3030

Confira o “Infinito Interno”, quinto álbum da carreira do grupo 3030

O trio baiano de rap 3030 promove seu novo lançamento, um álbum produzido durante o período de quarentena. Intitulado “Infinito Interno”, o álbum traz 15 canções “que vão ao encontro do que há de mais profundo do nosso sentimento, da nossa introspecção e do nosso isolamento obrigatório. São memórias adiantadas desse momento que estamos vivendo, e que ficarão cravadas no espaço-tempo”, afirmam os integrantes Bruno Chelles, LK e Rod.

O álbum também dá outra profundidade ao estilo love song que é marca registrada do grupo. “Alma de Cigana” (primeira faixa de trabalho) e “Hipnose” trazem versos consistentes sobre amor e relacionamento em tempos de relações líquidas. “Liberdade” é um reggae legítimo com a participação do Ponto de Equilíbrio.  E “Fé” conta com a participação há muito esperada do rapper Rael, que também tem navegado por versos positivos e esperançosos em meio à pandemia.

Desde o dia primeiro deste mês, o material está disponível nas plataformas digitais, e sintetiza os dez anos de carreira do grupo que iniciou as atividades em Arraial D’Ajuda. Mistura os versos livres do rap com a brasilidade do álbum “Tropicália” (lançado no ano passado) e as sonoridades do pop que marcam as suas músicas mais recentes. Os singles “Lunar”, “Oração” e “Céu” já adiantaram um pouco do que será esse trabalho de espiritualidade, fé e meditação.

“Na mesma sintonia, “Oxalá”, “Maré”, “Faya”, “Universo a Meu Favor” e “Laskhmi” também são músicas de cunho espiritual e de viagem ao nosso infinito interno. “Celesta” transporta o ouvinte para o grupo 3030 de 2015, trazendo a voz-bandeira do Rod “pronto para operar a cena do rap de novo”. E “Tempo de Se Amar” e “Todo Santo Dia” trazem a riqueza de nossa cultura com sonoridades que vão de Jorge Ben, Caetano Veloso e Gilberto Gil a Leo Gandelman”, explica o press release.

Ouvir 3030

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.

Mais