Com influências do trap, Ruxell lança “Spiritual Gangsta”, assista

Com influências do trap, Ruxell lança “Spiritual Gangsta”, assista

Trazendo como tema o sonho de um Brasil ideal com vacina e encontros com os amigos, videoclipe apresenta takes gravados em pontos turísticos do Rio de Janeiro.

Ajude o site PRUSMANO, faça uma doação

E tem mais “Ruxell no beat” na área! O DJ e produtor Ruxellapresenta sua nova track “Spiritual Gangsta”, trazendo como tema um sonho no qual o artista imagina um Brasil ideal com vacina e celebrações com os amigos. A faixa conta com influências do trap, mas sem deixar de lado elementos de ritmos como afrobeat, funk e pop, característicos de seus trabalhos. Já disponível nas plataformas de áudio pelo Inbraza – selo pop da Som Livre em parceria com a Liga Entretenimento -, “Spiritual Gangsta” chega também com um videoclipe com takes gravados em pontos turísticos do Rio de Janeiro e marca a estreia de Ruxell nos vocais.

“Essa música foi feita por mim e pelo Pablo Bispo, e os ritmos que a gente usou foram o trap, o pagodão e um pouquinho de funk. Se eu fosse definir um gênero só, definiria como música eletrônica popular brasileira. Mas de toda a forma, ela nasceu de uma maneira muito natural e visceral. Um dia eu senti a necessidade de falar sobre os meus sentimentos que estavam guardados, depois de um ano e pouco de pandemia, então optei por usar a música como um veículo de expressão para descarregar toda a revolta que eu tive com os acontecimentos do país e diante de tudo que a gente viveu. Frente a toda essa dificuldade a gente aprende muito e eu tive percepções tanto no campo pessoal, do ser humano, quanto no espiritual, e foram esses dois universos que quisemos levar pra música e pro clipe” conta Ruxell.

Um dos principais nomes da música pop nacional, o beatmaker conseguiu transformar os anseios da maioria dos brasileiros em um hit super animado e dançante. Fazendo uma crítica à realidade do país, o artista aparece cantando – pela primeira vez em uma produção, vale frisar – sobre a situação que ele gostaria de estar vivendo, que é tomando vacina contra a Covid-19 e retomando os encontros com pessoas queridas, mas que neste momento ainda não passa de um sonho distante.

“A história tem dois momentos: o primeiro é terreno, com um cara revoltado e que faz a festa no próprio quarto, achando que o que está vivendo é real, mas na verdade é um sonho. E o segundo é como se você desse aquela acordada e voltasse pra viver um outro sonho, e realmente tivesse uma vivência espiritual. E aí a grande inspiração pra essa parte foi e entidade Zé Pelintra, então por isso a gente utiliza um vocabulário um pouco mais rebuscado, traz todas as referências de uma forma nova, mais atual e contemporânea. A gente queria pensar como é que seria a visão do Zé Pelintra no mundo moderno, dentro da música eletrônica popular brasileira? Foi isso que inspirou a gente a passar esse sentimento” explica o artista sobre a faixa e estética do clipe.

O lançamento da track marca ainda um novo momento da carreira de Ruxell, que a partir de então pretende assumir também a identidade de ‘Spiritual Gangsta’, incorporando toda a linguagem do trap em suas produções, mas sem deixar de lado a influência pela espiritualidade. A ideia é promover um verdadeiro mix entre vibe da rua, característico dos ritmos urbanos, com a energia da ancestralidade que o artista exalta.

Com trechos como ‘No meu quarto só gravando / E o vizinho tá boladão / Só fica ligado aqui é ‘Paz, Amor e Grave’ / Invadindo a cidade e dominando o bailão / Era só um sonho / ou eu tô maluco? / Não quero acordar, não‘, “Spiritual Gangsta” tem tudo para transformar o sonho em realidade e ser a trilha sonora para os reencontros do público com as pistas de dança, tão logo sejam seguros e permitidos.

“Essa nova fase é muito importante na minha vida, não só profissional, mas também pessoal. Eu nunca tive coragem de lançar uma música cantando sozinho antes, porque eu nunca gostei da minha voz e realmente chegou a hora de quebrar isso. Então esse é um momento muito bom, me deu vontade de fazer mais, me deu confiança, alegria e realização. Está sendo um processo muito interessante e vocês podem esperar que vem bastante coisa pela frente. Eu não sei se posso dizer que esse é um Ruxell cantor, porque meu formato é ser DJ e produtor, mas é como meu amigo Pedro Sampaio disse: nós DJs estamos utilizando a nossa voz pra defender a nossa música e as nossas ideias. É basicamente isso”, conclui Ruxell.

Comente

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.

Veja Também

Underdog Creators: Arnette une nomes da cena rap para cypher e webséri

A cypher no rap tem como objetivo juntar artistas para rimas inéditas - se aproximando do freestyle...

Confira o clipe de “Macetah”, parceria entre Azzy, Mc Mari e Mc Taya

Já está disponível o vídeo oficial do single "Macetah". A parceria entre Azzy, MC Mari e MC Taya conta com...

“Hoje eu não vou” de Pelé Milflows em parceria com Belle Kaffer

Pelé Milflows e Belle Kaffer estrelam mais um encontro que promete virar febre. “Hoje eu...

Rart lança single “Interior”, que acompanha videoclipe

Rart, formidável artista nascido e criado na cidade de Pitangueiras (SP), já está na cena...

Relacionadas